A Amazonas Band foi criada no ano 2000, pela Secretaria de Estado de Cultura (SEC), com a missão de difundir a música popular instrumental no Amazonas, privilegiando as vertentes do universo popular.

O grupo era constituído por cinco saxofones, cinco trompetes, quatro trombones, guitarra, piano, baixo, bateria e percussão, além de flauta e uma seção de cordas com oito instrumentistas. Essa formação orquestral manteve-se, sob regência do maestro Sandino Hohagen, até a chegada do maestro Rui Carvalho, em junho de 2001, quando  o grupo foi reformulado. A partir de então, a orquestra tornou-se, efetivamente, uma big band.

O repertório foi se tornando cada vez mais inerente aos campos do jazz, da música instrumental brasileira, bem como das diversas expressões dos gêneros pop e caribenho.

Nessa trajetória de quase 19 anos, coleciona grandes realizações, como as participações no Festival Amazonas Jazz e no projeto “Amazonas Band Convida”, eventos nos quais a banda recebeu convidados nacionais e internacionais, como Dave Liebman (condecorado com a Légion d’Honneur pelo estado francês), Bob Mintzer (por várias vezes ganhador do Grammy), Mauro Senise (vencedor de um Grammy), além de grandes solistas, entre eles, Vinícius Dorin (in memoriam), Daniel d’Alcântara e Gilson Peranzzetta, Cláudio Roditi, Leila Pinheiro, John Fechock, Jeremy Pelt, Jimmy Grenne, entre muitos outros.

Em 2007, o compositor, trompetista e Fullbright Schoolar Daniel Barry esteve presente no Festival Amazonas Jazz, como solista convidado, e dedicou a composição “Meeting of the Waters” à Amazonas Band.

Entre 2009 e 2013, a Amazonas Band registrou em CD a participação de alguns dos seus convidados no Festival de Jazz. Em 2010, foi lançado “Amazonas Jazz com Vinícius Dorin”, gravado ao vivo no ano anterior, na quarta edição do festival; e em 2013 lançou “Amazonas Band Convida Gilson Peranzzetta e Mauro Senise”, gravado ao vivo na sétima edição do festival, em 2012.

Atualmente, o grupo se apresenta com regularidade tanto na capital como no interior do Amazonas.

Ensaios: Segunda a quarta-feira, das 19h às 22h, no Teatro da Instalação.

INTEGRANTES
Regência e Arranjos
Rui Carvalho
Saxofones
Ênio Prieto (lead alto, soprano e flauta), Ítalo Jimenez (alto e flauta), Aécio Bezerra (tenor, clarineta e flautim), Geibson da Nóbrega (tenor) e Daniel Nascimento (barítono)
Trompetes
Odirlei Mozambite (trompete lead e flugelhorn), Agildo Barbosa (trompete e flugelhorn), Otoniel Verçosa (trompete e flugelhorn) e Alex Diego (trompete e flugelhorn)
Trombones
Johanes Pereira (tenor), Alexandre Oliveira (tenor), Salomão Versoza (tenor e baixo) e Alison Moura (baixo)
Seção Rítmica
Jonilson Reis (teclados), Aldenor Honorato (guitarra elétrica), Hudson Alves (baixo elétrico e acústico), Airton Silva (bateria) e Knison Ribeiro (percussão)
Inspetora 
Joana Regina
Montadores
Victor Martins e Alan Gomes