Maior festa popular do País, o Carnaval ganha no Amazonas uma expressão peculiar, com blocos de rua, concursos de fantasias, desfile de escolas de samba e festas  que promovem uma verdadeira mistura de ritmos, incluindo o boi-bumbá. Os eventos carnavalescos recebem o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura.

 O primeiro desfile oficial das escolas de samba de Manaus aconteceu em 1947, ainda na Avenida Eduardo Ribeiro, no Centro de Manaus, local que foi passarela do samba até 1979. A partir daí, a festa passou a ser realizada na Avenida Djalma Batista, bairro Chapada, zona centro-sul da capital amazonense. Na década de 1990, o espetáculo ganhou novo endereço: o Centro de Convenções Professor Gilberto Mestrinho, o Sambódromo, na zona centro-oeste, espaço que tem capacidade para receber  80 mil pessoas, sendo o maior Centro de Convenções do País.

Na capital do Amazonas, o desfile reúne 26 escolas de samba, entre grupo especial e grupos de acesso A, B e C, que se apresentam para uma média de 65 mil espectadores por ano. Mais de 40 mil foliões animam a passagem das agremiações. O evento gera cerca de 15 mil empregos, sendo 4.500 diretamente ligados às escolas de samba.


SAMBÓDROMO/CAPACIDADE: 80 mil pessoas

ESPECTADORES DO CARNAVAL: Cerca de 65 mil ao ano 

EMPREGOS GERADOS: Cerca de 15 mil