As fases marcantes e atuais do artista plástico Jair Jacqmont farão parte da exposição “Jacqmont – Retrospectiva 2019”, que ocupará duas galerias no Palacete Provincial, a partir desta quinta-feira (6/5), com inauguração às 19h. A mostra, que tem realização da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), fica aberta ao público até 31 de julho, com entrada gratuita.

Jair Jacqmont tem mais de 50 anos de carreira artística. Foto: Michael Dantas/ SEC

A exposição é composta de quadros que ocuparão as galerias Manoel Santiago e Jozé Bernardo Michiles, representando as múltiplas fases do artista. Também fazem parte da exposição duas instalações de Jacqmont que ficarão localizadas nas laterais do Palacete.

“Minha trajetória é muito longa, e para celebrar todas estas fases, montamos esta exposição para realizar esta retrospectiva. São fases do Clube da Madrugada, posteriores ao Clube e também atuais. O rio Amazonas está presente em todas elas”, declara.

Com mais de 50 anos de carreira, Jair Jacqmont é um dos grandes nomes da arte no Amazonas. Formado em cursos de pintura (Museu da Arte Moderna-RJ), serigrafia (Parque Lage-RJ), curadoria (Funarte-RJ), o artista tem, entre os destaques de sua trajetória artística, a participação no Clube da Madrugada, grupo influente na cultura do Estado; o desenho do altar do Papa João Paulo II, na década de 1980; o projeto e desenho da Berlinda de N.S. da Conceição, na Catedral de Manaus; além de diversas exposições por todo o país.

“Toda a minha arte tem a influência do Amazonas e da Amazônia, assim como a pesquisa sobre a floresta. São paisagens abstratas sobre as nuvens e as chuvas sobre o rio, tudo que envolve esse cenário. A Amazônia é minha inspiração, meu pano de fundo, meu laboratório”, destaca Jacqmont.

O Palacete Provincial fica aberto para visitação de terça a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados e domingos, das 9h às 14h.