EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish

CULTURADOAM

A toada que elas cantam: artistas falam sobre a relação com o boi-bumbá

Representatividade e talento feminino sobem ao palco na 21ª edição do Carnaboi, neste fim de semana, no Sambódromo de Manaus

A voz e a representatividade feminina no boi-bumbá sobem ao palco do Carnaboi 2022, nesta sexta-feira e sábado (25 e 26/03), no Centro de Convenções Prof. Gilberto Mestrinho – Sambódromo (avenida Pedro Teixeira, 2565, Dom Pedro). Entre as mais de 40 atrações, estão confirmadas as cantoras Luanita Rangel, Márcia Novo, Mara Lima e Márcia Siqueira, que vão embalar o público ao som das toadas.

Com 20 anos de carreira, a cantora parintinense Márcia Novo não iniciou na música pelas toadas. Ao longo do tempo, a artista conta que foi se reencontrando no ritmo que faz parte da sua vida desde a infância.

“Eu tinha esses medos da mulher tocando toada e quebrei tudo isso. Então, meu público, que me acompanhou, está numa expectativa muito grande”, afirma a cantora que se apresenta no sábado (26/03), às 23h. “Quero mostrar no Carnaboi, para quem não me conhece nas rodas de toada, um pouquinho da minha energia e da pavulagem”, enfatizou.

Para Márcia Novo, a relação com a toada e a paixão pela cultura amazônica é um denominador comum entre as colegas de boi-bumbá. Ela destaca que Márcia Siqueira se tornou a primeira mulher a ocupar a função de levantadora oficial de toadas de um boi em Parintins.

“Com certeza, a Márcia Siqueira me inspirou muito para ser uma cantora de toada, porque ela abriu essa porta. Botou o pé na porta e falou: não, a gente precisa desse espaço, vamos lutar e agora está como a primeira levantadora oficial de um dos bois de Parintins, do Boi Garantido, isso é fundamental”, elogia a cantora.

Luanita Rangel destaca a responsabilidade de subir ao palco do Carnaboi para representar as vozes das mulheres do boi-bumbá. Ela afirma conseguir ver que, assim como Márcia Siqueira foi uma inspiração, ela também servirá de inspiração para outras intérpretes.

“É uma grande missão estar representando a voz feminina, a força da mulher dentro do ritmo do boi-bumbá. Lutamos tanto para ter esse espaço e num horário tão bacana, às 23h, nós poderemos mostrar um pouco da nossa arte. As pessoas vão adorar, tenho certeza que todo mundo vai gostar muito”, adiantou a cantora que iniciou a carreira há 22 anos.

Além de Márcia Siqueira, que se apresenta na sexta-feira (25/03), às 00h, Luanita Rangel, Márcia Novo e Mara Lima se apresentam juntas, às 23h, do sábado (26/03).

Redes sociais – Nesta quarta-feira (23/03), a Secretaria de Cultura e Economia Criativa apresenta o vídeo “A toada que elas cantam”, no Instagram (@culturadoam).

A proposta é mostrar a perspectiva da mulher no ritmo que comanda o Festival de Parintins.

Transmissão ao vivo – Neste ano, o Carnaval no embalo das toadas também conta com transmissão ao vivo, com audiodescrição e Libras, pela TV Encontro das Águas, redes sociais do Governo do Amazonas (@governo_do_amazonas), Cultura (@culturadoam) e Portal BNC (bncamazonas.com.br).

Os shows acontecem neste fim de semana, das 19h às 4h. As atrações se apresentam em um palco posicionado entre os blocos A e E. Cada grupo de artistas tem uma hora de show.

Acesso – Com entrada gratuita, é obrigatória a apresentação da carteira de vacinação atualizada contra a Covid-19 e documento com foto.

O público conta com duas entradas. Uma localizada na rua Jornalista Flaviano Limongi (entre o Sambódromo e a Arena da Amazônia Vivaldo Lima) e outra disponível pela rua Loris Cordovil.

Você pode gostar