EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish

CULTURADOAM

Centro Cultural dos Povos da Amazônia

Horário de funcionamento

De terça a sábado, das 9h às 15h

Entrada gratuita

Endereço

Avenida Silves, 2.222 – Distrito Industrial I (antiga Bola da Suframa) – Manaus/AM

Contatos

E-mail: admccpa@cultura.am.gov.br

Telefone: (92) 3090-6800

Acessibilidade para deficiente físico.

Rampas de acesso e elevador.

Inaugurado em 21 de maio de 2007, o Centro Cultural dos Povos da Amazônia (CCPA) é um espaço que visa valorizar, fomentar e disseminar as informações sobre os países da Amazônia Continental, formada por Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname, Venezuela e a Guiana Francesa. Para além de sua temática, é um local para acolher as expressões artísticas e científicas.

O  CCPA disponibiliza à população algumas áreas para eventos e convenções. Dentre elas está o Espaço Rio Amazonas, uma plenária oval que possui em seu centro uma Cúpula de Projeções. Este espaço possui 36 lugares fixos e pode atingir uma plateia de até 250 lugares. Outra área de eventos é o Auditório Gabriel Gentil com capacidade para 70 pessoas sentadas, com projeção e sonorização ambiente. O equipamento cultural conta ainda, em sua área externa, com uma ampla Arena de Espetáculos projetada para receber 17 mil pessoas sentadas e um Hall que pode ser utilizado em diversas tipologias de eventos.

O complexo cultural disponibiliza acesso à pesquisa, por meio dos acervos localizados no Memorial e Biblioteca Mário Ypiranga Monteiro, Biblioteca Arthur Reis, e no Centro de Documentação e Memória da Amazônia. O Memorial e Biblioteca Mário Ypiranga Monteiro conta com 15 mil volumes. O acervo do escritor que dá nome ao local, é constituído de obras raras, coleções especiais e livros de sua autoria nas áreas de geografia da amazônia, cultura popular e folclore. A Biblioteca Arthur Reis é composta por títulos da biblioteca pessoal do ex-governador com cerca de 21 mil exemplares, com temática voltada para Direito, Economia, entre outras.

O visitante é recebido pelos condutores culturais bilíngues, que conduzem a visita através das diversas exposições de fotografia, cultura dos povos tradicionais, obras de arte e cultura popular. Integrando esse roteiro temos ainda, o Museu do Homem do Norte (Muhno), que possui um acervo de 4.116 peças. Neste acervo temos a rica Coleção Noel Nutels, médico sanitarista que se dedicou ao trabalho junto aos povos indígenas no Parque do Xingu. Nas dependências do Muhno temos o Cine Silvino Santos de arquitetura arrojada, e que homenageia o reconhecido cineasta português que levou as primeiras imagens da Amazônia para a Europa. Nele são exibidos diariamente documentários e filmes sobre o universo amazônico.

No mezanino que pode ser visto do hall, temos a Passarela dos Arcos, que é a exposição emblemática do CCPA, pois representa através de imagens, os povos tradicionais das diversas etnias dos nove países integrantes do bioma amazônico, trazendo as informações básicas deles e também dos povos que os representam.

Em sua área externa, o visitante pode admirar os murais de grafite de Raiz Campos e Chermie Ferreira, além de possuirmos espaços gastronômicos para café da manhã e almoço, finalizando com a Galeria de Arte Manart, também responsável por ampliar a visibilidade dos artistas locais desenvolvendo estampas inspiradas em obras de arte.