EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish

CULTURADOAM

‘Amyipaguana’: Encontro de Cultura Popular do Amazonas começa nesta sexta-feira (05/11)

No Dia Nacional da Cultura (05/11), o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, realiza a abertura da segunda edição do “Amyipaguana – Encontro de Cultura Popular do Amazonas”, às 10h, no Centro Cultural dos Povos da Amazônia (CCPA, na avenida Silves, 1.222, Distrito Industrial), com performances de capoeira e apresentações do cantor Armando de Paula e do grupo Malungo Dudu.

A programação do encontro segue até 26 de novembro, com atividades presenciais no Centro Cultural Palácio da Justiça – CCPJ (Avenida Eduardo Ribeiro, 901, Centro) e no Quilombo Urbano do Barranco de São Benedito (avenida Japurá, Praça 14), e on-line pelo YouTube e redes sociais da Secretaria (@culturadoam). 

De acordo com o secretário executivo de Cultura e Economia Criativa, Luiz Carlos Bonates, o objetivo principal do encontro é dar visibilidade às manifestações culturais populares.

“Uma expressão cultural não glamourizada apresenta características marcantes da cultura popular de raiz. Normalmente realizada em pequenas comunidades ou por membros de uma mesma família, aquela manifestação tem um significado simbólico para a comunidade, geralmente ligada a uma ancestralidade, tradições que são passadas de pai para filho”, comenta.

“A ideia que queremos destacar é que a cultura popular está diretamente ligada à questão da construção de uma identidade, manifestações autênticas, demonstrar que existem identidades amazônicas e não uma homogeneização que se quer fazer”, complementa Bonates.

Bonates destaca também que parte da programação vem para reforçar os temas abordados na primeira edição do “Amyipaguana”.

“Estamos falando novamente de algumas manifestações porque para se compreender uma cultura não é da noite para o dia, existe toda uma questão estrutural, ideológica, e por isso estamos reforçando alguns temas em palestras e nas oficinas”, pontua. 

Etnodocs e depoimentos – Na programação virtual, haverá exibição, no canal do YouTube e redes sociais da Secretaria (@culturadoam), de etnodocumentários e depoimentos dos mestres de cultura popular de diversas manifestações culturais da capital e do interior do Amazonas. 

Uma parte dos vídeos foi produzida pelo setor de Audiovisual da Secretaria que visitou as localidades, juntamente com o secretário executivo da pasta, Luiz Carlos Bonates, para registrar essas manifestações. Além da capital, há produções gravadas em Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Itacoatiara e São Gabriel da Cachoeira. 

Os etnodocs serão exibidos sempre às 14h, no YouTube (Cultura do AM), entre eles: “Gambá: os tambores da floresta”, do acervo da Secretaria; “Os saberes dos mestres”, de André Varela e Dante Souza; “Barcos da Amazônia”, produzido pela antiga TV Cultura do Amazonas, hoje TV Encontro das Águas; além de “São Gabriel da Cachoeira: Conheça a história do Povo Dâw”, “Museu Magüta”, de Benjamin Constant” e “A Dança do Cordão Africano”, de São Paulo de Olivença, produções do Audiovisual da pasta. 

A partir do dia 12 de novembro, haverá exibição de vídeos curtos (drops) de artistas de diversos segmentos falando sobre a trajetória no mundo das artes, sempre às 13h, nas redes sociais da Secretaria (@culturadoam).

Entre os depoentes destacam-se o Mestre Chaguinha, da capoeira; Maykon Andrade (Mayking), empreendedor e articulador cultural do movimento Hip Hop; a artista visual Soraya Nurieh; a escritora Márcia Antonelli; a artista urbana Chermie Ferreira;  Zulu DJ Fino e Zulu DJ Manuel Portuga; Cléia Alves, coordenadora e sambadeira do grupo de samba de roda Vozes do Cativeiro; e Erika Tahiane, batuqueira e produtora cultural do Maracatu Pedra Encantada. 

Oficinas e palestras – Também integram a programação do evento, diversas oficinas e palestras, que têm como objetivo ressaltar a cultura popular de raiz.

Entre as palestras, que serão transmitidas pelo YouTube,  destacam-se “A Cultura Afro-Amazônica no Baixo Amazonas”, com Marcos Moura; “Sons da natureza Amazônia na paisagem cultural das margens por objetos sonoros”, com Eliberto Barroncas; “O Quilombo Urbano do Barranco de São Benedito”, com Rafaela da Silva e Keilah Fonseca; “A Cultura Popular do Alto Solimões”, com Tharcísio Cruz; e “As Culturas Populares (Afro) Amazônicas: pensando a diáspora africana”, com Mestre Bel.

Já na programação de oficinas tem de Tambor de Crioula, com Mestre Castro; de Hip Hop, com MC Fino; de Teatro de Rua, com Nonato Tavares; de Afoxé, com Mestre Plínio; de Capoeira Regional, com Mestre Mago; de Samba de Roda, com Mestre Augusto;  e o Encontro Percussivo “Tambores de todos os cantos”, com vários mestres, todos no CCPJ; além da oficina de Boneca Abayomi, com Rafaela da Silva e Keilah Fonseca, que acontecerá no Quilombo Urbano do Barranco de São Benedito.

Lives – Para finalizar a programação, dois dias com apresentações de diversas manifestações culturais transmitidas pelo Youtube e Facebook da Secretaria (@culturadoam) e TV Encontro das Águas, a partir das 18h30.

Entre as atrações estão Grupo Cultural Malungo Dudu, Gambá, Tambor de Crioula Punga Baré, Hip Hop e Maracatu Pedra Encantada, na quinta-feira (25/11); e Indígena, Capoeira e Samba de Roda Vozes do Cativeiro, e Orquestra de Violões do Amazonas com tambores, na sexta-feira (26/11). 

Confira a programação completa abaixo.

ABERTURA

Dia 5 de novembro (sexta-feira), às 10h 

Com performances de capoeira e apresentações de Armando de Paula e Malungo Dudu

Local: Centro Cultural dos Povos da Amazônia (CCPA), avenida Silves, 1.222, Distrito Industrial

ETNODOCUMENTÁRIOS

No canal do YouTube Cultura do AM, sempre às 14h

Dia 6 (sábado)

“Gambá: os tambores da floresta”, do acervo da Secretaria

Dia 8 (segunda-feira)

“Os saberes dos mestres”, de André Varela e Dante Souza

Dia 9 (terça-feira)

Três curtas amazonenses (Anos 1960, século 20): “Igual a mim a ti”, “Um pintor amazonense” e “Plástica e movimento”, de Roberto Kahane

Dia 10 (quarta-feira)

“Bois-bumbás de Manaus – Brinquedo de São João”, de Sérgio Ivan e Gil Braga

Dia 11 (quinta-feira)

“Barcos da Amazônia”, produzido pela antiga TV Cultura do Amazonas

Dia 12 (sexta-feira)

“Amazonas no Ritmo das Águas”, produção da Rede Amazônica

Dia 13 (sábado)

“A invenção do Sertão”

Dia 14 (domingo)

“Manaus – O Quilombo Urbano do Barranco de São Benedito da Praça 14 de Janeiro. Conheça a história de Keilah Fonseca e Rafaela da Silva”, produção da Secretaria

Dia 15 (segunda-feira)

“São Gabriel da Cachoeira: Conheça a história do Povo Dâw”, produção da Secretaria

Dia 16 (terça-feira)

“Museu Magüta”, de Benjamin Constant, produção da Secretaria

Dia 17 (quarta-feira)

“Dança do Cordão do Africano”, de São Paulo de Olivença, produção da Secretaria 

Dia 18 (quinta-feira)

“Manaus – Parques das Tribos”, produção da Secretaria

Dia 19 (sexta-feira)

São Gabriel da Cachoeira: Bahsese – Medicina Indígena, produção da Secretaria

Dia 20 (sábado)

“Itacoatiara – Quilombo de Sagrado Coração de Jesus do Lago de Serpa”, produção da Secretaria

Dia 21 (domingo)

“São Gabriel da Cachoeira – Maloca Baniwa”, produção da Secretaria

OFICINAS E PALESTRAS

Dia 8 (segunda-feira)

15h – Palestra “A Cultura Afro-Amazônica no Baixo Amazonas”, com Marcos Moura

Onde: YouTube (Cultura do AM)

Dia 10 (quarta-feira)

15h – Palestra “O Quilombo Urbano do Barranco de São Benedito”, com Rafaela da Silva e Keilah Fonseca

Onde: YouTube (Cultura do AM)

19h – Oficina de Boneca Abayomi, com Rafaela da Silva e Keilah Fonseca

Local: Quilombo Urbano do Barranco de São Benedito (Avenida Japurá, Praça 14)

Dia 11 (quinta-feira)

15h – Palestra “Sons da natureza Amazônia na paisagem cultural das margens por objetos sonoros”, com Eliberto Barroncas 

Onde: YouTube (Cultura do AM)

Dia 13 (sábado)

14h30 – Oficina de Maracatu 

17h30 – Oficina de Percussão Popular

19h30 – Oficina de Ritmos Amazônicos 

Local: Centro Cultural Palácio da Justiça – CCPJ (Avenida Eduardo Ribeiro, 901, Centro)

Dia 15 (segunda-feira)

15h – Palestra “A Cultura Popular do Alto Solimões”, com Tharcísio Cruz

Onde: YouTube (Cultura do AM)

Dia 16 (terça-feira)

17h30 – Oficina Tambor de Crioula, com Mestre Castro

19h30 – Oficina de Hip Hop, com MC Fino

Local: Centro Cultural Palácio da Justiça

Dia 17 (quarta-feira)

15h – Palestra “O Teatro de Rua”, com Nonato Tavares

Onde: YouTube (Cultura do AM)

Dia 18 (quinta-feira)

17h30 – Oficina “Teatro de Rua”, com Nonato Tavares

Local: Centro Cultural Palácio da Justiça

Dia 19 (sexta-feira)

17h30 – Oficina de Afoxé, com Mestre Plínio

19h30 – Oficina de Capoeira Regional, com Mestre Mago

Local: Centro Cultural Palácio da Justiça

Dia 21 (domingo)

15h – Oficina de Samba de Roda, com Mestre Augusto

17h – Oficina de Frevo, com Mestre Mago 

Local: Centro Cultural Palácio da Justiça

Dia 22 (segunda-feira)

14h – Oficina de Tambor de Crioula, com Mestre Castro

14h – Oficina de Capoeira de Angola, com Mestre Plínio

Local: Centro Cultural Palácio da Justiça

Dia 23 (terça-feira)

14h – Oficina de Capoeira da Angola, com Mestre Augusto

14h – Oficina de Afoxé, com Mestre Plínio

Local: Centro Cultural Palácio da Justiça

Dia 24 (quarta-feira)

14h – Palestra “As Culturas Populares (Afro) Amazônicas: pensando a diásporo africana, com Mestre Bel

Onde: YouTube (Cultura do AM)

18h30 – Encontro Percussivo “Tambores de todos os cantos”

Local: Centro Cultural Palácio da Justiça

LIVES

Transmissão pelo YouTube e Facebook (@culturadoam) e pela TV Encontro das Águas, às 18h30

Dia 25 (quinta-feira)

Apresentações do Grupo Cultural Malungo Dudu, Gambá, Tambor de Crioula Punga Baré, Hip Hop e Maracatu Pedra Encantada 

Dia 26 (sexta-feira)

Apresentações Indígena, Capoeira e Samba de Roda Vozes do Cativeiro, Orquestra de Violões do Amazonas com tambores

Você pode gostar