Click to listen highlighted text!

CULTURADOAM

Exposição ‘Caboquinho Interativo’ estreia nesta sexta-feira (16/06) e atrai jovens e adultos para Galeria do Largo

As obras são do quadrinista Euniquis, que ao longo de sua carreira acumula prêmios, participações em eventos e diversos personagens

A exposição “Caboquinho Interativo” é a próxima atração da Galeria do Largo que ganha estreia nesta sexta-feira (16/06) e garante ao público uma opção gratuita dentro do universo dos quadrinhos, dessa vez realizando uma imersão na cultura local já que o personagem vive nos mesmos cenários e é encantado pelos mesmos elementos da natureza que permeiam a vida o cotidiano amazonense.

“O cenário do quadrinhos em Manaus atualmente tem muita gente boa que desenha e não fica atrás de grandes autores de quadrinhos brasileiros”, destacou o quadrinista Euniquis, que utilizou a observação de seu próprio dia a dia para ilustrar a história em quadrinhos que estará disponível a partir das 19h desta sexta-feira.

A exemplo de grandes nomes locais despontando internacionalmente, citou Gabriel Soares, ilustrador amazonense que assina trabalhos com gigantes da indústria cultural como Warner Bros e Netflix. A constante circulação de artistas da ilustração em eventos e premiações neste segmento possibilita expansão dessa arte visual por meio também da projeção no mercado para os profissionais e produtos inseridos no contexto da criatividade amazonense.

Para todas as Idades

O “caboquinho” é um personagem baseado no filho de Euniquis. “Surgiu em 2007 quando ele tinha entre 7 e 8 anos e como aqui as pessoas chamam muito uns aos outros de caboquinho tive essa ideia. Eu foco sempre no meu personagem, se eu passar horas desenhando um personagem eu passo esse tempo todo desenhando ele” destacou o artista que inova trazendo a interatividade do público inserido na temática amazônica inspirada pelas obras.

“A exposição conecta público e obra e o nome é ‘Caboquinho Interativo’, por isso, a pessoa se vê dentro das obras. Normalmente quando você chega na frente da obra, admira as belas obras que nós realmente temos aqui. Esse é um produto diferente onde você vai se ver dentro da obra. Ou seja, fazendo interação entre cenário e personagem. Acho que as pessoas vão gostar, não tem como ser pessimista”, declarou o artista.

Entre as obras que estarão disponíveis para apreciação, a experiência também é para crianças, que poderão aguçar a imaginação misturando sua imagem com a de um guerreiro e, melhor ainda, um guerreiro que vive entre paisagens amazônidas, agregando ao momento também o sentimento de se sentir representado.

“A faixa etária é bem diversa, tem uma sombra projetada da própria criança na parede que vai também ter a interação visual com onça, outra onde o adulto pode se sentir voando e as asas são todas feitas em páginas de quadrinho”, narrou Euniquis em tom convidativo.

Para o artista, o intuito da exposição é deixar um legado referente à valorização da Amazônia. “Quando vou para fora e digo que sou daqui as pessoas abrem portas, gostam muito. Já também ouvi falarem por aí que a gente não deve regionalizar os personagens e eu apostei nisso, está dando certo, então eu valorizo muito o que nós temos aqui, eu sou caboquinho, sou da Amazônia, sou manauara, trabalho com produção de quadrinhos aqui e vou continuar produzindo”, finalizou o artista.

Fotos: Divulgação/ Secretaria de Cultura e Economia Criativa

Você pode gostar

Click to listen highlighted text!