EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish

CULTURADOAM

Exposição itinerante “A Arte Pela Vida” aborda poluição e espécies em extinção

Denis L.D.O
Foto: Plus Comunicação

Conscientizar a população através da arte é o objetivo do artista Denis L.D.O (Loko do Oeste), por meio da exposição “A Arte Pela Vida”. Nesta quarta-feira (17/3) e na próxima sexta-feira (19/3), ele irá levar às ruas de Manaus quadros produzidos com materiais recicláveis para representar animais em extinção, a poluição e modificações no meio ambiente causadas pelo consumo, descarte incorreto e falta de preservação.

O projeto foi contemplado pelo edital Prêmio Feliciano Lana, realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, como parte das ações da Lei Aldir Blanc no Estado.

Programação – A mostra inicia nesta quarta-feira, na Bola do Produtor, zona Leste, das 9h às 11h e, em seguida, na Bola do Núcleo 23, zona Norte, das 17h às 19h.

Na sexta, a exposição acontece das 9h às 11h na Pista de Skate (Formigueiro), na zona Leste, e das 17h às 19h nas proximidades do Anfiteatro da Ponta Negra, na zona Oeste.

Colocar a exposição nas principais vias de Manaus busca evitar aglomerações devido aos riscos da Covid-19. Segundo o artista, esta é uma maneira de levar as obras direto à população.

“Circular onde pessoas já transitam faz com que a exposição seja acessível a todos mesmo nesse momento de pandemia. Quem está passando nas rotatórias pode aproveitar o congestionamento para observar os quadros e fazer uma análise crítica sobre a mensagem que eles transmitem”, explica. “Nós também fazemos com que as pessoas que não têm tempo ou condições de ir em exposições particulares ou fechadas possam ver o trabalho itinerante. Elas podem apreciar dentro do seu cotidiano o que está acontecendo artisticamente na cidade, gerando valorização e crescimento cultural”, destaca Denis L.D.O.  

Pedido de socorro  – Os quadros trazem um pedido de socorro pela preservação ambiental e cuidado com os animais. As obras são uma evolução do trabalho do artista, que é grafiteiro há mais de 18 anos. Denis L.D.O já desenvolvia murais que demonstravam os malefícios da poluição aos animais e como a falta de cuidado com o meio ambiente prejudica, modifica e até extermina espécies.

A pesquisa realizada para a produção dos quadros levou cerca de dois anos. As obras foram produzidas no decorrer dos estudos, dos envolvimentos do artista em projetos ligados à sustentabilidade e conforme ele descobria formas de representar animais com o uso de itens reaproveitados.

“Meu primeiro experimento de fazer um quadro foi quando eu peguei resíduos eletrônicos e fiz um beija-flor. A partir daí, eu fui buscando mais insumos para chegar mais próximo das texturas de pelos, de rosto, de escamas e da anatomia para fazer outros animais”, ressalta o artista.

Materiais de produção  – Os quadros são produzidos com materiais como massa de biscuit, resíduos eletrônicos, petecas, peças de bicicleta e resíduos retirados das ruas, resultantes do acúmulo de lixo da cidade. De acordo com Denis, o seu trabalho traz o graffiti, o alto relevo, o surrealismo e as colagens.

Você pode gostar