EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish

CULTURADOAM

Festival Cultura Urbana fortalece a cena do Hip Hop em Manaus

Manuella Barros
Da Secretaria de Cultura e Economia Criativa

A abertura da segunda edição do Festival Cultura Urbana aconteceu na noite de sexta-feira (12/11), Dia Mundial do Hip Hop, na pista de Skate do São José. O projeto faz parte do programa +Cultura, um pacote de ações do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa.  

O festival vai estar em cada dia em um ponto diferente: hoje (13/11) no anfiteatro do Jorge Teixeira e domingo (14/11) no Parque Rio Negro, no São Raimundo, com programação de shows de Hip Hop, batalhas de Break Dance e All Style. 

Segundo o gerente de eventos, Denis Carvalho, a disputa contou com 74 inscrições, sendo 43 para Break Dance e 31 para All Style. A premiação vai para os dois primeiros colocados, os vencedores recebem R$ 1 mil, enquanto quem fica no segundo lugar leva R$ 500. 

“A grande final acontece a partir das 18h de domingo, no Parque Rio Negro, com acesso gratuito”, afirma o produtor.  

Reconhecimento – Renan Araújo, o bboy Yude, de Brasília, é jurado de breaking, na categoria individual, nesta edição. Com 12 anos de carreira, ele destaca que o trabalho apresentado no primeiro dia de batalha tem referências em uma cultura mista. 

“É a terceira vez que venho a Manaus, cidade que ecoa arte, com uma cultura forte neste segmento”, comenta o artista.  

O professor de Educação Física e bboy Dimas Augusto, 50, justifica que o diferencial está nos elementos da cultura amazônica.  

“Esse festival representa um resgate da juventude por meio da arte, aqui descobrimos talentos com essas referências”, afirma o artista. “Em 2024, o breaking vai entrar nos Jogos Olímpicos e cabe a nós preparar as próximas gerações”, frisa o professor. 

Letícia Rodrigues, coordenadora do grupo Artigo 5 Cia de Dança, conta que conheceu o Hip Hop no curso de Dança da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Ela afirma que cada vez mais as mulheres ganham espaço na cena, com participação em batalhas e em lugares de destaque.  

“Temos a responsabilidade de mostrar o potencial e inspirar outras mulheres, dá para trazer para os estilos o nosso lado feminino”, comenta. “O nosso espaço no Hip Hop é bem representado, as mulheres estão lutando junto por essa causa, mas sempre pode ser mais”, destaca. 

Programação – Hoje (13/11), a partir das 18h, o anfiteatro do Jorge Teixeira, na rua dos Trevos, 320, Jorge Teixeira 1, zona leste de Manaus, vai ser palco para o Nativos Crew, considerado um dos maiores grupos de break do Amazonas, com participações em festivais nacionais e internacionais. 

Às 19h tem batalha de Break Dance e All Style e, às 20h, Lary Go & Estrela assumem o comando do festival. Os versos e as batidas da dupla evidenciam a realidade da jovem mulher manauara que luta por espaço e liberdade. 

No domingo (14/11), o encerramento conta com o Artigo 5 Cia de Dança, às 18h, com estilos do Street Dance, como Popping, Locking, Breaking, House Dance e Hip Hop FreeStyle. 

Às 19h, acontece a final das batalhas de Break Dance e All Style e, às 20h, o Coletivo 333 entra em cena, com o rap que nasceu no Centro de Manaus. 

Durante os dois dias tem ainda a participação dos DJs Kinua e Wkilla. 

Você pode gostar