EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish

CULTURADOAM

Governo do Amazonas dá início às apresentações da Live Folclórica 2021

Com emoção, arte e cultura, o Governo do Amazonas deu início, na noite desta quarta-feira (18/08), à Live Folclórica 2021 com a apresentação de 13 grupos artísticos. O evento, transmitido diretamente da Arena Amadeu Teixeira, seguirá até o dia 22 de agosto (domingo) com transmissão pelas redes sociais (culturadoam) e pela TV Encontro das Águas. 


Ao todo, 67 grupos vão participar da Live Folclórica, uma mostra não competitiva que reunirá cerca de 2.600 pessoas, entre brincantes, músicos e equipe técnica. Todas as atrações que participarão do festival fazem parte da categoria Ouro e terão 15 minutos para se apresentar no palco. A Fundação de Vigilância em Saúde Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) realizará, até sexta-feira (20/08), testes de Covid-19 nos participantes para garantir a segurança do evento durante os cinco dias.


O secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz, destacou que todas as providências foram tomadas para evitar qualquer aglomeração no evento, desde a escolha da Arena Amadeu Teixeira como o local da transmissão, bem como a logística empregada para circulação de pessoas no local, sem contato. 

“Aqui nos dá uma estrutura que um local aberto não nos permitiria. E a gente montou toda uma cenografia, uma ambientação, as câmeras estão posicionadas em locais estratégicos, justamente, para simular o que seria esse olhar, essa visão do público”, destacou Apolo, acrescentando a importância da live para a retomada das atividades culturais no Amazonas. 

“Hoje é um dia especial, ano passado nós não conseguimos fazer nada que marcasse essa data. E hoje a Live Folclórica certamente trará um pouco dessa emoção, do que é viver essa cultura popular, tão tradicional e um evento tão importante do calendário cultural do nosso estado”, ressaltou o secretário.


Apresentações – O grupo de dança Tribo Kayapós abriu a festividade na Arena Amadeu Teixeira, às 19h30, apresentando uma dança indígena com boi-bumbá. A integrante do grupo, Amanda Silva, já se apresentou no festival outras três vezes e falou sobre a emoção de retornar ao palco. 


“A sensação é maravilhosa, porque depois de tanto tempo nós estamos podendo voltar com os trabalhos, de estarmos dançando ali no palco, ao vivo, uma sensação muito boa. É uma ótima estrutura, eles fizeram de uma forma pra não ficar aquele tumulto, então ajuda na questão de conscientização. Ainda não terminou tudo da pandemia. Eu me sinto mais segura”, disse Amanda. 

A dança nordestina Nordeste Sangrento também animou o público que assistia a transmissão. Misturando ritmos como forró e xaxado cantados ao vivo, os integrantes caracterizados embalaram a noite na Arena Amadeu Teixeira. 

“Meu sentimento é de orgulho, apesar de eu não estar dançando, acho que tive um, dois ensaios para vir para cá e acho que representei bem. Graças a Deus ocorreu tudo certo, independentemente das circunstâncias que a gente teve, mas a apresentação foi muito maravilhosa”, disse Caio Resenha. 

Extasiada com a apresentação, a parceira de dança, Camile Catique, convocou a todos para assistir as apresentações nos próximos dias. “Gente, pelo amor de Deus vem para assistir (a transmissão), porque é uma cultura nossa, do nosso estado. Então quanto mais pessoas assistirem, convida o amigo, familiares para assistir a nossa cultura do Amazonas. E vocês sabem como é lindo isso”. 

Transmissão – O horário do evento será das 19h30 à 00h, entre os dias 18 e 20, e das 19h às 23h, nos dias 21 e 22. A transmissão será realizada no YouTube (Cultura do AM) e Facebook (@culturadoam) da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, e da TV Encontro das Águas (@tvencontrodasaguass), todos os dias. No fim de semana em que se encerra o evento, a transmissão será também pela TV Encontro das Águas.

Ao todo, serão 67 grupos da Categoria Ouro, sendo 62 grupos de dança, quadrilhas, tribos e cangaços; e seis Bois-Bumbás, Master A e Master B. Cada grupo poderá ter até 30 participantes (brincantes, coordenação, músicos), sendo o mínimo de oito pares de brincantes e o máximo de 12.

Programação Live Folclórica
18 de agosto
19h30 – Tribo Kayapós 
19h45 – Dança Nordestina Nordeste Sangrento
20h – Tribo Tikunas Belezas Naturais
20h15 – Dança Internacional GAALD 
20h30 – Quadrilha Tradicional Gald Na Roça 
20h45 – Dança Nacional Afro Brasileira
21h – Cacetinho Tarianos do IFAM 
21h15 – Quadrilhas de Duelo Mosqueteiros na Roça 
21h30 – Quadrilha Cômica Pedro e Pedrita 
21h45 – Quadrilha Tradicional 7 Quedas na Roça 
22h – Dança Internacional Al-Karak 
22h15 – Dança Nacional Candomblé Afro 
22h30 –  Boi-Bumbá Clamor de Um Povo 

19 de agosto
19h30 – Garrote Regional Estrelinha
19h45 – Tribo dos Maués
20h – Ciranda Explode Coração
20h15 – Dança Nordestina Justiceiros do Sertão
20h30 – Dança Regional Lendas e Povos da Amazônia
20h45 – Tribo Cuxi Miraíba 
21h – Quadrilha Tradicional Faz Raiva na Roça
21h15 – Dança Nordestina Descendentes de Lampião
21h30 – Ciranda Força Jovem
21h45 – Cacetinho Baniwa
22h – Dança Internacional Caracalla
22h15 – Quadrilha de Duelo Em Busca da Paz
22h30 – Ciranda Imperatriz do Norte
22h45 –  Boi-Bumbá Tira Prosa

20 de agosto
19h30 – Garrote Regional Renascer
19h45 – Dança Regional Serafina
20h – Quadrilha Cômica Folia e Fuleragem 
20h15 – Quadrilha Tradicional Juventude na Roça
20h30 – Cacetinho Manau
20h45 – Quadrilha Tradicional Olinda na Roça
21h – Ciranda Sensação da Raiz 
21h15 – Dança Nordestina Cangaceiros do Vale Perdido
21h30 – Quadrilha Tradicional Explosão Junina na Roça
21h45 – Quadrilha de Duelo Os Intocáveis na Roça
22h – Quadrilha Tradicional Caipira na Roça
22h15 – Ciranda Princesinha da Vila
22h30 – Dança Nacional Café do Ajuricaba
22h45 –  Boi-Bumbá Brilhante

21 de agosto
19h – Dança Alternativa Guardiões das Estrelas
19h15 – Quadrilha Tradicional Revolução na Roça
19h30 – Quadrilha Tradicional Brotinho de Petrópolis
19h45 – Dança Alternativa Furacão Mistura de Ritmos
20h – Ciranda Rosas de Ouro
20h15 – Dança Nordestina Cabras de Lampião
20h30 – Ciranda Brotinhos do Coroado
20h45 – Dança Alternativa Show Funk na Roça
21h –  Cacetinho Waimiri Atroari
21h15 – Quadrilha Tradicional Marupiaras do Amazonas
21h30 –  Dança Nordestina Cabras do Capitão Silvino
21h45 – Dança Nacional Café XV de Outubro
22h –  Boi-Bumbá Carinhoso
22h25 –  Boi-Bumbá Garanhão 

22 de agosto
19h – Dança Internacional Caxemira
19h15 – Tribo Manaú
19h30 – Quadrilha Cômica As Poderosas na Roça
19h45 – Dança Nacional Xote Noda de Cajú/
20h – Quadrilha Tradicional Nhô Chico Junino
20h15 – Ciranda do Binha
20h30 – Dança Nacional Rancho Manauara
20h45 – Dança Regional do Curió
21h – Quadrilha Tradicional Jaq Na Roça
21h15 – Dança Nordestina Vingadores do Sertão
21h30 – Boi-Bumbá Galante de Manaus
21h55 – Boi-Bumbá Corre Campo

Você pode gostar