EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish

CULTURADOAM

Governo do Estado apoia projeto de escola musical gratuita em Itacoatiara

O projeto “Dó, Si, Música (Doce Música)”, em Itacoatiara (a 176 quilômetros de Manaus), tem função transformadora na vida de crianças, adolescentes e idosos em situação de vulnerabilidade social no município. A ação tem o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, via edital Prêmio Equipa Cultura 2021, e beneficia cerca de 200 famílias na “Cidade da Canção”.

O governador Wilson Lima participou, nesta quinta-feira (03/02), da entrega dos instrumentos do projeto da Associação Mãos Solidárias, que foi a entidade contemplada no edital. Com o recurso do prêmio, a instituição adquiriu 100 flautas, 30 violões e 8 teclados, além de acessórios musicais utilizados nas aulas.

De acordo com o secretário Marcos Apolo Muniz, com os equipamentos adquiridos com a verba da premiação, por meio do projeto, a cidade ganhará, pela primeira vez, cursos musicais gratuitos de Flauta, Teclado e Violão para idosos, crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

“São crianças que certamente estarão na sociedade compreendendo a importância da arte e da cultura para a formação da sua personalidade. Certamente isso os auxiliará no que diz respeito à relação dele com os colegas, com a escola e com o ensino. Tudo isso nesse processo realmente transformador que a cultura proporciona”, destacou o secretário de Cultura.

Inscrita no curso de violão, Josiane de Sousa Freitas, de 18 anos, conta que começou o curso de Teatro na instituição e viu seu desempenho pessoal mudar totalmente a partir das aulas.

“Na aula de teatro eu aprendi a me expressar, a me desenvolver, porque eu era muito tímida, não sabia nem falar ao telefone. O professor me ajudou muito a me expressar, a falar mais alto. É muito bom estar nessas aulas. Agora, com a aula de violão, quero me desenvolver muito mais, evoluir e crescer. Eu tenho um sonho de servir na Marinha (do Brasil) e, quem sabe, poder tocar lá”, disse a aluna.

Incentivo ao estudo – Segundo o presidente da Associação, Devilson Matos, o projeto ultrapassa as paredes da instituição. Todas as vagas para as turmas de violão e teclado, nos períodos matutino e vespertino, foram preenchidas. Conforme o presidente, restam cerca de 16 vagas apenas para flauta, e as inscrições podem ser realizadas na secretaria da instituição, na rua Parintins, 2.859, bairro São Cristóvão, em Itacoatiara.

“O nosso projeto tem a contraproposta que as crianças estejam estudando, que não tenham faltas em grande quantidade, mantenham as notas no padrão, e isso tem melhorado muito, tanto na escola quanto em casa”, pontuou o presidente.

Ansioso pelo início das aulas, programado para o dia 14 de fevereiro, o jovem Rauph Michel, neto da aposentada Marly Cordovil, 69, é uma das crianças beneficiadas com o curso de Flauta Doce.

“Ele (Rauph Michel) queria fazer piano, mas é pequeno ainda e vai começar na flauta. Esse projeto é muito bom porque nem todas as famílias têm condições de comprar um teclado, um violão. É um projeto que tira as crianças de estarem fazendo algo errado e dá sentido para elas”, avalia a avó.

O edital Prêmio Equipa Cultura 2021, que contemplou o projeto da Associação Mãos Solidárias, foi publicado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, e faz parte do programa +Cultura, um pacote de ações voltadas ao setor, lançado em 2021.

Você pode gostar