EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish

CULTURADOAM

Manaus 353 anos: mostra no Largo de São Sebastião revela cidade pelas lentes de fotógrafos premiados

Além de mostra fotográfica, agenda cultural comemorativa tem exibição de documentários no Palacete Provincial

FOTOS: Tácio Melo/Secom e Ana Claudia Jatahy, Alex Pazuello, Michael Dantas e Pedro Marinho/Divulgação

A cidade de Manaus, conhecida por prédios e monumentos históricos que remetem à época áurea do ciclo da borracha, completa 353 anos de fundação no dia 24 de outubro. Em comemoração à data, o Largo de São Sebastião, no Centro, recebe a mostra coletiva “Sonhos de uma Belle Époque”, que traz fotografias da arquitetura icônica da capital, registradas pelas lentes de profissionais renomados, neste domingo (23/10).

A mostra, promovida pela Secretaria de Estado Cultura e Economia Criativa, inicia no Largo de São Sebastião, no lado da rua José Clemente, Centro. Serão 30 registros fotográficos, expostos em estrutura de ferro que remete à cúpula do Teatro Amazonas.

Participam da mostra 15 fotógrafos que se destacam no campo das artes visuais: Adriana de Lima, Alex Pazuello, Ana Cláudia Jatahy, Carlos Navarro, Claudia Higuchi, Gedeon Santos, Gisele Alfaia, Jorge Hérran, Jorge Santos, Lula Sampaio, Mariana Rebouças, Michael Dantas, Michell Mello, Pedro Marinho e Selma Carvalho.

Conforme o secretário de Cultura e Economia Criativa em exercício, Candido Jeremias, a exposição comemorativa ao aniversário de Manaus revela a memória de uma paisagem urbana única.

“Monumentos e edificações que identificam a cidade de Manaus, como o Mercado Adolpho Lisboa, Relógio Municipal, prédio da Alfândega, Chafariz das Musas e o coreto da praça Heliodoro Balbi, estão na exposição que faz um resgate da cultura amazonense e valoriza a obra de fotógrafos que elevam o nome do estado nas artes visuais”, argumenta Candido.

A mostra “Sonhos de Uma Belle Époque” tem a curadoria de Jandr Reis e segue durante um mês no Largo de São Sebastião. Após esta temporada, a exposição entra em cena em outras praças e centros culturais.

“Muitas vezes esses prédios e monumentos passam despercebidos, no entanto, estão tão presentes no nosso cotidiano. A exposição traz o olhar de cada fotógrafo para essa beleza escondida, e os registros não ficam apenas na memória do nosso estado”, acrescenta Jandr.

Documentários e música

De hoje a sábado (20 a 22/10), das 9h às 16h30, o Palacete Provincial, na praça Heliodoro Balbi (antiga Praça da Polícia), exibe 10 documentários, parte do acervo audiovisual da Secretaria de Cultura e Economia Criativa. A programação no palacete, alusiva aos 353 anos de Manaus, tem entrada gratuita.

Entre os títulos estão “E fez-se madrugada” (2004), “Sinais de uma época dos sonhos” (1986), “Ribeirinhos do Madeira” (2001), “Manaus em Mutação” (1999) e outros. Para encerrar o período de comemoração, no sábado, das 14h às 16h30, o cantor Paulinho Viana se apresenta na companhia de bailarinos, no Palacete Provincial.

Você pode gostar