Click to listen highlighted text!
EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish

CULTURADOAM

Obra do 24º Festival de Amazonas de Ópera, “Peter Grimes”, recebe prêmio de destaque no mundo lírico nacional

A produção local disputou a premiação com montagens apresentadas nas casas de espetáculos de São Paulo

A montagem manauara “Peter Grimes”, de Benjamin Britten, foi contemplada na 11ª edição do Prêmio Concerto de Música Clássica e Ópera, conferido anualmente aos destaques da temporada em todo país. A obra foi apresentada, em abril deste ano, pela primeira vez, no 24º Festival Amazonas de Ópera (FAO), no Teatro Amazonas. 

A obra operística se destaca pelo repertório do século 20 de alto nível de execução musical, conduzido com excelência pelos corpos artísticos do Amazonas: Amazonas Filarmônica e o Coral do Amazonas, ambos com 25 anos de experiência em conteúdos líricos e demais gêneros musicais. 

Com três horas de duração, “Peter Grimes” recebeu a direção musical do maestro Luiz Fernando Malheiro, direção cênica de Pedro Salazar e protagonismo do tenor brasileiro, Fernando Portari. 

Promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, o FAO está no calendário cultural do Amazonas há 24 anos e atrai públicos de diversos países. O secretário da pasta, Marcos Apolo Muniz, parabenizou a produção local premiada, enfatizando a geração de emprego e a formação artística, proporcionados a cada edição.

“Para a gente é muito significativo esse prêmio, porque reconhece um trabalho realizado por toda equipe do Festival de Ópera, mostrando que os investimentos do Governo Wilson Lima, no setor cultural, estão refletindo no cenário nacional”, afirma Apolo. 

“O Festival Amazonas de Ópera projeta o nome do estado para o mundo inteiro e gera muito trabalho, renda, oportunidades. Forma muitos profissionais para o mercado de trabalho, a partir da experiência no festival. Então, certamente, este prêmio é uma consagração a todos que fazem o festival acontecer”, conclui o secretário.   

O Prêmio Concerto 2022 concedeu prêmios às categorias: Grande Prêmio, Prêmio Lauro Machado Coelho de Ópera, Música Orquestral, Música de Câmara/Recital/Coral, Jovem Talento e CD/DVD/Livro e Prêmio Concerto Inovação. Para escolher os vencedores de cada categoria, participaram da bancada de jurados, alguns dos principais críticos musicais do Brasil, além da votação popular. 

A obra Peter Grimes é vencedora do Prêmio Lauro Machado Coelho de Ópera, disputado também pelas montagens, “Navalha na carne”, de Leonardo Martinelli, levado ao Theatro Municipal de São Paulo e “Os Capuletos e os Montéquios”, de Bellini, destaque na programação do Theatro São Pedro de São Paulo. 

A ópera

O personagem principal, Peter Grimes, é um pescador acusado da morte de seu aprendiz no mar. Apesar de ser inocentado, o povo da cidade acredita que Grimes é culpado e merecedor da prisão. 

O cenário, assinado por Julián Hoyos, contou com o trabalho de profissionais da Central Técnica de Produção (CTP), José Carlos Viana Marques, que levou para o palco do Teatro Amazonas uma réplica dos portos do caribe colombiano em semelhança com as vilas de pescadores do Amazonas.  

FOTOS: Michael Dantas/Secretaria de Cultura e Economia Criativa

Você pode gostar

Click to listen highlighted text!