A Amazonas Filarmônica é reconhecida como uma das mais atuantes orquestras brasileiras. Sua criação, em setembro de 1997, foi essencial para a política de formação artística do Estado, pois possibilitou a vinda de músicos estrangeiros de alta qualidade técnica para ministrar aulas e capacitar os artistas amazonenses, o que permitiu a realização de eventos internacionais, como o Festival Amazonas de Ópera (FAO), do qual é a orquestra oficial. 

Sua primeira formação contou com 44 músicos, sendo somente dois amazonenses. Atualmente, a orquestra tem 76 músicos, sendo 21 amazonenses e 55 de diversas nacionalidades.

O repertório da orquestra é extremamente amplo e variado, abrangendo todos os períodos da história da música e seus mais diversos compositores. A Amazonas Filarmônica é consagrada pela execução mais abrangente do repertório operístico, dentre todas as orquestras brasileiras, com mais de 60 montagens em 21 anos de Festival Amazonas de Ópera.

Dentre suas atuações, destacam-se a première brasileira do ciclo integral de “O Anel do Nibelungo” (Richard Wagner) e outras importantes óperas, como “Lady Macbeth de Mtsensk” (Dmitri Shostakovich), “Tristão e Isolda” (Richard Wagner), “Ça Ira” (Roger Waters), a estreia mundial de “Alma” (Claudio Santoro), “Poranduba” (Edmundo Villani Córtez), “Onheama” (João Guilherme Ripper) e “Faust” (Charles Gounod). 

Ensaios: Segunda a sexta, das 9h às 12h, no Teatro Amazonas.

INTEGRANTES

Diretor Artístico e Regente Titular
Luiz Fernando Malheiro

Maestro Adjunto
Marcelo de Jesus

Maestro Assistente
Otávio Simões

Violinos I
Margarita Chtereva (in memoriam), Nikolay Mutafchiev, Alexandra Tcherkezova, Giovanny Conte, Bárbara Soares, Igor Jouk, Vladislav Motin, Benício Barros

Violinos II
Irina Glibka, Denitsa Marinova, Svetlana Kozlova, Fernando Lima, Elena Koynova, Onel Rodriguez, Douglas Nóbrega, Elidielson Lourenço dos Santos, Jonatas Silva e Silva, Antonina Minenkova

Violas
Rogelio “Kuka” Choque, Vladimir Rusev, Gabriel Lima, Ihar Panchenko, Alex Teixeira, Débora Batista, Rani Mello, Rossini Rocha, Vesela Bibashka

Violoncelos
Anna Samokish, Anton Minenkov, Adriana Velikova, Edoardo Sbaffi, Timóteo Esteves, Griblas Lizama, Eliziel Lourenço dos Santos, Lucas Amaro

Contrabaixos
Miroslava Krastanova, Octávio Arese, Silvanei Correia, Bento Alessandro Soares, Jorge Andres Uribe Rojas, Roger Vargas

Flautas
Arley Raiol, Tatiana Gerassimova, Cláudio Abrantes

Oboés
Judith Simon, Edmilson Alves

Corne Inglês
Hristo Ganev

Clarinetes
Vadim Ivanov, André Loves, Gloria Subieta

Clarinete baixo
Elismael Lourenço dos Santos

Fagotes
Alexandre Mourzitch, Michel Arghirachis

Contrafagote
Washington Santos

Trompas
Assen Anguelov, Allan Farias, Wolfgang Ebert, Mark Wiebe, Adriel Meborach

Trompetes
Michel Sales, Rubens Souza, Weliton Neves, José Ivo Pereira

Trombones
Hugo Pinheiro, Matthew Lynch e Oromides Rezende

Tuba
Sidinei Rosa

Tímpanos
Erick Figueiredo

Percussão
Andrio Dias, Leonardo Pimentel e Yuri Lima

Harpas
Diana Todorova e Noemi Mello

Piano
Irina Kazak

Inspetor
Leandro Machado

Arquivistas
Bianca da Silva Correia, Chrys Veiga Farias, Felipe Silva de Souza Macedo*, Felipe Dayson de Castro Curica*, Isabella Cristina da Costa Ribeiro* e Diogo Costa de Souza* (*estagiários)

Montadores
André Luiz Alencar, Cleiton Sevalho e Israel Santos