Home Notícias Teatro Amazonas lotou para a última apresentação de ‘Maria Stuarda’

Teatro Amazonas lotou para a última apresentação de ‘Maria Stuarda’

Obra que narra o conflito entre duas rainhas encerra apresentações de estreia da ópera em solo brasileiro, no FAO

Foto: Michael Dantas/SEC

O Teatro Amazonas lotou para a terceira e última apresentação de “Maria Stuarda”, como parte da programação do 22º Festival Amazonas de Ópera (FAO). Na plateia, no último domingo (12/05), às 19h, fãs da história da rainha escocesa foram prestigiar a apresentação da ópera inédita no Brasil.

Para Jamile Macedo, que foi ao teatro com as amigas Helen Moreno e Ivonete Araújo, a montagem da ópera no palco do Teatro Amazonas foi impactante. “Achei que retratou bem a história dela. Foi bem emocionante”, relatou. “Achei ótima essa estreia em Manaus. É um grande incentivo cultural para o Brasil, pelo tamanho e qualidade do FAO. Foi uma honra poder ter assistido a essa ópera inédita no nosso país”, completou Helen.

A história de “Maria Stuarda” se passa na Inglaterra de 1587. Presa a mando da rainha Elizabeth (Tatiana Carlos), Maria (Cristina Giannelli) conta com a ajuda de Roberto (Paulo Mandarino), conde de Leicester, para tentar se salvar. Mas Elizabeth é apaixonada por Roberto e ele, por sua vez, ama Maria, o que aumenta a rivalidade entre as duas monarcas.

O elenco de “Maria Stuarda” conta, ainda, com a soprano Dhijana Nobre, que vive Anna Kennedy, dama de companhia e amiga de Maria; o barítono Fred Oliveira, como o Lord Cecil, que aconselha a rainha a executar sua prima; e o baixo Pepes do Valle, como conde Talbot, um dos que esperam que Elizabeth perdoe Maria.

O FAO é uma realização do Governo do Amazonas, através da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), com patrocínio master do Bradesco, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cidadania e Secretaria Especial de Cultura. A abertura foi no dia 26 de abril, e o evento segue com apresentações de ópera, recitais e concertos até 30 de maio.

Palavra de fã – Com três horas de duração, “Maria Stuarda” foi apresentada pela Amazonas Filarmônica, Coral do Amazonas e Núcleo de Teatro do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, com direção musical e regência do maestro Marcelo de Jesus.

O publicitário Jota Teixeira, fã declarado de “Maria Stuarda”, disse que não podia perder essa apresentação. “Eu sempre fui apaixonado pela história de Mary Stuart, tanto que sou curioso em ver e ler tudo que é feito sobre a história dela. Foi aí que conheci a ópera ‘Maria Stuarda’. Particularmente, foi uma realização pessoal ver a ópera, ainda mais em Manaus, pois alimentou um pouco o ego de poder presenciar a primeira vez de a ópera estar sendo encenada no Brasil”, ressaltou.

Para o publicitário, a atenção aos detalhes fez parte da emoção de ver a ópera tão de perto. “Eu fiquei encantando, maravilhado e entusiasmado em ver uma produção tão grande e bonita ter sido feita em nossa cidade. Foi realmente muito lindo”, declarou.

Próximas apresentações – O FAO segue com apresentações nesta semana. Na sexta-feira (17/05) e no domingo (19/05) acontecem as reapresentações de “Tosca”, ópera do compositor Giacomo Puccini, com regência do maestro Luiz Fernando Malheiro. O elenco da montagem conta com Daniella Carvalho (soprano), como Floria Tosca; Fernando Portari (tenor), como Mario Cavaradossi; Rodrigo Esteves (barítono), como Barão Scarpia; Wilken Silveira (tenor), como Spoletta; Pepes do Valle (baixo), como sacristão; Fred Oliveira (barítono), como Cesare Angelotti; Moisés Rodrigues (barítono), como Sciarrone; Roberto Paulo (baixo), como o carcereiro; e Davi Lucas, como pastor.

Sobre o 22º FAO – Em 2019, o FAO celebra o centenário de nascimento de Claudio Santoro com a apresentação da ópera “Alma”, do compositor e maestro amazonense. Também estão na programação “Ernani”, de Giuseppe Verdi; “Maria Stuarda”, de Gaetano Donizetti; “Tosca”, de Giacomo Puccini; e “Mater Dolorosa”, baseada na cantata “Stabat Mater Dolorosa”, de Giovanni Pergolesi.

Os ingressos para o FAO 2019 estão à venda na bilheteria do Teatro Amazonas e pelo site Bilheteria Digital (www.bilheteriadigital.com/teatroamazonas), com valores que vão de R$ 2,50 a R$ 60.

A programação do festival abrange, ainda, o Recital Bradesco, com canções compostas por Claudio Santoro; o projeto “Ópera Mirim”; o encontro “Os Teatros de Ópera e a Economia Criativa na América Latina”, voltado para apresentar dados e casos de sucesso sobre a Indústria da Ópera na América Latina; e Mulheres da Ópera.

Sobre o Bradesco Cultura – Com centenas de projetos patrocinados anualmente, o Bradesco acredita que a cultura é um agente transformador da sociedade. O Banco apoia iniciativas que contribuem para a sustentabilidade de manifestações culturais que acontecem de norte a sul do País, reforçando o seu compromisso com a democratização da arte.

São eventos regionais, feiras, exposições, centros culturais, orquestras, musicais e muitos outros, além do Teatro Bradesco em São Paulo. Fazem parte do calendário 2019 atrações como o musical “O Fantasma da Ópera” e o Natal do Bradesco, em Curitiba.