EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish

CULTURADOAM

Projeto para divulgar artistas da Amazônia será lançado no Casarão de Ideias

A exibição de um curta-metragem vai marcar o lançamento do projeto AjuriArtes,  contemplado pelo Prêmio Feliciano Lana, do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa. Além do documentário que será exibido para convidados nesta quinta-feira (16), às 19h, no Casarão de Ideias, no Centro de Manaus, a iniciativa vai resultar em vários outros conteúdos feitos a partir de entrevistas e ensaios fotográficos com os 10 “fazedores culturais” selecionados para a edição. 

Um site e um canal no Youtube poderão ser acessados após a avant première. Neles será possível conferir gratuitamente grandes reportagens, fotografias e minidocumentários que contam sobre obras e artistas com atuação na Amazônia. As postagens devem ocorrer entre setembro e novembro.

 “Ajuri quer dizer mutirão, ajuda mútua. A proposta é fazer uma espécie de mutirão ao unir comunicação, arte e tecnologia em prol da divulgação do nosso fazer cultural”, disse o idealizador e diretor do projeto Leandro Tapajós.

Ao todo, dez profissionais da cultura que atuam no Amazonas foram selecionados para a edição. Os artistas relataram suas histórias, mostraram obras, revelaram anseios e perspectivas. Compõem o primeiro “mutirão” amazônico das artes:  Deborah Erê (Arte urbana e tattoo); Dudu Brasil (Música e cultura popular); Gabriel Mar (Literatura); 

João Fernandes (Produção e gestão cultural); Kevin Peres (Dança e produção cultural); Olívia De Amores (Música); Ricardo Oliveira (Fotografia); Rodrigo Castro (Cinema); Taciano Soares (Artes cênicas) e  Turenko Beça (Artes plásticas e visuais). 

“Vivi as duas pontas que envolvem a questão da divulgação da arte. Como artista que precisa divulgar sua obra e como jornalista que nem sempre encontra espaço para abordar temas relacionados com a produção artística e cultural nas redações. Essas experiências se somaram na criação e produção do AjuriArtes. Essa é uma primeira edição que já nasceu premiada, mas que pode ganhar outros formatos e seguir divulgando novos nomes em edições futuras. Nada impede que sejam feitos outros documentários, ou se crie uma produção impressa, de livro ou revista, sobre os artistas. Já até iniciei um trabalho curatorial em busca de novos nomes”, revela Tapajós. 

A primeira edição do AjuriArtes é assinada pela Guerreiro Tapajós – Comunicação, Cultura e Eventos e foi contemplada pelo Programa Cultura Criativa – 2020/ Lei Aldir Blanc – Prêmio Feliciano Lana, do Governo do Estado do Amazonas, com apoio do Governo Federal – Ministério do Turismo – Secretaria Especial da Cultura, Fundo Nacional de Cultura.

Conteúdos –  Os resultados do projeto poderão ser acessados no site www.ajuriartes.com.br e no canal Guerreiro Tapajós, no Youtube. Ao todo, para a primeira edição, foram produzidos 10 minidocumentários, 10 ensaios fotográficos e 10 reportagens com os artistas selecionados. Além do curta que será exibido na avant première, que reúne trechos de todas as entrevistas. Após o lançamento desta quinta, um novo artista deve ser divulgado semanalmente.

Uma equipe de profissionais das áreas de tecnologia, jornalismo, fotografia e artes trabalhou no desenvolvimento do projeto. Entre os jornalistas estão: Diego Toledano, Silvio Lima, Camila Henriques e Leandro Tapajós. Já a fotografia foi assinada pelos fotógrafos Marcelo Ramos e Rodrigo Valle. 

As entrevistas, filmagens e ensaios foram realizados em Manaus e Codajás entre janeiro e março deste ano. Entre as locações estão o Ateliê 23, Casarão de Ideias e Cardume Coworking.  

Serviço: Lançamento do Projeto AjuriArtes
Quando: 16 de setembro (Quinta-feira), 19h
Onde: Casarão de Ideias, Rua Barroso, 279 – Centro
Vídeo Making Of: https://youtu.be/kNNu1i8zns0


Você pode gostar