EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish

CULTURADOAM

Secretários estaduais discutem projetos para dinamizar a Cultura

FOTO: Divulgação/ Seplancti

Ações transversais envolvendo órgãos da administração estadual para dinamizar as ações do polo cultural do Amazonas foram o centro das discussões entre os secretários de Estado de Planejamento, Jório Veiga, e o de Cultura, Marco Apolo, nesta terça-feira, dia 16. Parcerias com o setor privado, expansão de programação artística alternativa para as cidades do interior e melhoria da qualidade dos gastos do setor estão entre as propostas a serem trabalhadas conjuntamente.

Uma campanha efetiva de captação de patrocínios e investimentos da iniciativa privada, sobretudo de grande grupos com raízes no mercado local, foi um ponto de consenso entre os secretários, diante da realidade que impõe restrições orçamentárias à administração pública como um todo.

Segundo o secretário Jório Veiga, é preciso que haja mais comprometimento do setor empresarial, mas é necessário também uma ação proativa do Governo para buscar esses investimentos para o setor cultural. “Associar o nome de sua empresa à preservação de um patrimônio histórico ou de um espetáculo voltado para a comunidade é sempre um bom negócio, mas é preciso uma ação efetiva da nossa parte”, avaliou.

Biblioteca de projetos – A criação de uma biblioteca de projetos disponíveis para investimentos e patrocínio foi definida no encontro. A articulação com instituições do setor privado, como a Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam), além de instituições bancárias e grande grupos do comércio foi outra ação acertada entre os gestores.

Programação itinerante – Uma das propostas discutidas para contemplar as populações interioranas, além das festas tradicionais de cada cidade, é uma programação itinerante em barcos ou balsas que percorreriam as calhas dos rios do Estado.

O secretário Marco Apolo disse que a manutenção do patrimônio histórico do Estado é, no momento, um desafio para a gestão do setor. Existem dezenas de prédios em Manaus que precisam de manutenção, reparo e projeto de ocupação, que vão exigir aporte de recursos significativos. Para o secretário Jório Veiga existem as opções de PPP (Parceria Público-Privada) e destaques nas emendas parlamentares.

Você pode gostar