EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish

CULTURADOAM

Sejusc e Secretaria de Cultura apoiam o 49º Concurso Oficial da Rainha Gay do Carnaval de Manaus

A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), por meio da Gerência de Diversidade de Gênero, e a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa apoiaram, no sábado (12/03), o 49° Concurso Oficial da Rainha Gay de Manaus. O evento foi realizado no Salão de Eventos Rio Solimões – Centro Cultural Palácio Rio Negro, na avenida Sete de Setembro, Centro.

Para a secretária titular da Sejusc, Mirtes Salles, apoiar a live é uma forma de promover a igualdade de gênero e a diversidade.

“O Governo do Estado tem se empenhado em dar suporte a eventos como esses, para propiciar mais visibilidade à comunidade, estimulando a cultura e diversidade de gênero no Amazonas”, afirmou a gestora.

Durante a live, foi apresentado um vídeo em homenagem aos 49 anos do concurso rainha gay do carnaval e a trajetória do Miss Amazonas Gay, com o tema “Duas Décadas do Miss Amazonas Gay Oficial – Beleza, Luxo e Glamour”, elaborado pela produtora cultural Brenda Lamask.

No desfile, quatro inscritas disputaram o título de rainha. A participante Ellóah Sanches foi coroada como rainha, para representar Manaus em eventos nacionais. Houve também show de transformistas convidadas, de reis momos e desfile da Miss Amazonas Gay, Johara Aguiar.

Além da live, o evento ocorreu de forma presencial com o limite de 200 pessoas e seguindo as medidas de proteção contra a Covid-19, como o uso de máscara e álcool em gel.

Segundo o gerente da Diversidade de Gênero da Sejusc, Leopoldo Humell, a Sejusc busca estar presente em celebrações que divulgam a pluralidade da comunidade LGBTQIA+.

“É um evento no qual reúne toda a comunidade LGBTQIA+, uma comunidade meio excluída e esquecida por muitos. Esse ano com a ajuda do Governo do Estado e da Sejusc conseguimos fazer esse evento. A Gerência de Diversidade e Gênero está sempre envolvida com todos os eventos para este público”, disse.

A consagrada Rainha Gay do Carnaval de Manaus 2022, Ellóah Sanches, expressou a felicidade com esse título.

“Foi uma vitória árdua, já havia concorrido 3 anos e fiquei em classificações boas, voltei mais preparada e a vitória veio. Esse título é grandioso dentro do Amazonas, no qual vou fazer jus ao nome nesse carnaval, mesmo sendo realizado de forma diferente em 2022”, comentou ela.

Concurso Histórico – O evento também é a celebração dos 49 anos do Concurso, que ocorreu pela primeira vez em 3 de março de 1973, no Bar Patrícia, localizado à época na avenida Constantino Nery. O projeto foi contemplado no Prêmio Zezinho Corrêa, da Manauscult, em 2021.

Você pode gostar