EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish

CULTURADOAM

Wilson Lima entrega benefícios nas áreas social e rural e incentiva cultura em Itacoatiara

Foto: Diego Peres/Secom

Nesta quinta-feira (03/02), o governador Wilson Lima entregou instrumentos musicais para incentivar a cultura, cadeiras de rodas e veículos e máquinas para os setores social e primário de Itacoatiara (a 176 quilômetros de Manaus). O governador cumpre agenda no município para incentivar a vacinação contra a Covid-19 e inaugura o terceiro restaurante popular Prato Cheio do interior. A primeira dama do Amazonas, Taiana Lima, comandou as entregas da área social.

“Fizemos entregas para a instituição Mãos Solidárias. Também para duas cooperativas, um caminhão baú e um

Maquinário para a mecanização agrícola para ajudar pequenos produtores. E entregamos cadeiras de rodas para essas pessoas que têm dificuldade de locomoção. Tudo isso é respeito e dignidade”, disse o governador.

“Estamos muito felizes. Obrigado ao governador, meu esposo, por estar permitindo a entrega de veículos, de instrumentos musicais e cadeiras de roda. O mais importante para gente é trazer dignidade para vocês, deixar vocês felizes. Se vocês estão felizes, estão realizando sonhos, nós também estamos felizes”, ressaltou a primeira-dama.

Na área da cultura, Wilson Lima entregou instrumentos musicais do projeto “Dó-Si Música” (Doce Música), da Associação Mãos Solidárias, que foi contemplado no edital Prêmio Equipa Cultura 2021, promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Os equipamentos foram adquiridos com o valor da premiação e que vão fomentar a prática de educação musical no município. Por meio do projeto, Itacoatiara, a “cidade da canção”, ganhará, pela primeira vez, cursos musicais gratuitos de flauta, teclado e violão para idosos, crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

“O recurso permite que as pessoas tenham acesso à arte, tenham acesso à cultura. E a entrega que se faz aqui hoje é mais um exemplo dessa iniciativa do governador Wilson Lima”, afirmou o secretário de Estado da Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo.

Contemplada pelo edital, a Associação Mãos Solidárias já beneficia cerca de 200 famílias em situação de vulnerabilidade social com cursos de teatro e balé, além de atividades esportivas como o jiu jitsu e o futebol. As famílias ainda recebem acompanhamento psicológico, psicopedagógico e assistencial.

Por meio do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), o governador entregou para a associação uma picape avaliada em R$ 150 mil. O veículo será usado para visitas institucionais e domiciliares.

Cadeiras de rodas – Por meio da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), o governador entregou 16 cadeiras de rodas para Pessoas com Deficiência (PcDs). O projeto Amazonas Mais Inclusão é fruto de investimento de R$ 5 milhões liberados pelo Governo do Amazonas por meio do FPS.

Ao todo, 800 cadeiras de rodas foram adquiridas para distribuição na capital e interior do Estado. Todos os beneficiários fazem parte do cadastro estadual de pessoas com deficiência. A expectativa do Governo do Amazonas é zerar o número de pessoas cadastradas para receber o benefício.

“O cadastro de pessoas com deficiência tinha mais de dez anos. Juntos, decidimos que iríamos zerar esse cadastro e, todos os anos, o Governo do Amazonas vem trabalhando pra zerar esse cadastro”, disse a secretária da Sejusc, Mirtes Sales.

Setor primário – Wilson Lima entregou um caminhão baú com capacidade para duas toneladas, no valor de R$ 150 mil, para a Associação dos Produtores Rurais da Região Norte (Aspronorte).  O veículo irá facilitar a logística de escoamento da produção agrícola.

A Aspronorte atende aproximadamente 30 famílias que cultivam: abacaxi, abóbora, banana, batata doce, cheiro verde misto, couve folha, laranja regional, macaxeira, mamão, maxixe, melancia, pimenta de cheiro, tangerina e coco verde.

Já para a Cooperativa Agropecuária dos Produtores Rurais da AM-010 (Coopram), o governador entregou um trator no valor de R$ 148 mil. A instituição tem 81 associados e atua no cultivo de abóbora, couve, cheiro verde, banana, batata e macaxeira, dentre outros.

Você pode gostar